• Image and video hosting by TinyPic

50 GB em Um milímetro de vidro

Posted by Gui Silva On 15:45


imagem


O processo usa pontos minúsculos chamados voxels, que são embutidos na estrutura molecular do vidro feito integralmente de sílica. Pesquisadores da Universidade de Southampton descobriram como utilizar estes pontos para dobrar a luz que atravessa a bolacha permitindo o armazenamento de dados da mesma forma como acontece com os cabos de fibra ótica.
Os pesquisadores também encontraram uma forma de apagar e reescrever a informação através da alteração da posição dos voxels, que podem ser apagados e reescritos em outros locais da bolacha.
O vidro apresenta outras vantagens em relação a outros tipos de armazenamento não voláteis, como o DVD ou o Blu-ray. Aguenta temperaturas próximas dos 980º C e, uma vez que os voxels ficam no interior da extrutura do vidro, a informação dura, virtualmente, para sempre e sem qualquer tipo de degradação nos dados. 
"Desenvolvemos um tipo de memória que permite armazenar dados no vidro e fazer com que durem para sempre", afirma Martynas Beresna, chefe da equipa de investigação. Beresna salienta que esta nova tecnologia "será muito importante para as empresas, que agora são forçadas a criar cópias de segurança dos seus arquivos de cinco em cinco anos, devido sobretudo à durabilidade dos discos rígidos".

Categories: ,

Youtube eletrônica

Loading...